Uruguai

Cuidados com o carro antes, durante e depois da viagem

Para uma viagem de carro, principalmente longa como foi a nossa, é preciso tomar alguns cuidados com o carro antes, durante e depois dela. Aqui listamos o que fizemos (ou deveríamos ter feito) em nosso carro (GM Classic 1.0 Flex), batizado durante a viagem como “Atrevido”:

Antes da viagem

  • Trocamos o óleo para 10 mil quilômetros;
  • Trocamos os filtros de combustível, ar, óleo;
  • Fizemos revisão e trocamos os freios;
  • Checamos as lâmpadas/faróis;
  • Fizemos alinhamento, balanceamento e rodízio dos pneus;
  • Verificamos o nível de água do radiador e do limpador de para-brisa;
  • Troque os limpadores de para-brisa (esquecemos disso e tivemos dificuldade na chuva);

 

Durante a viagem

  • Tentamos manter meio tanque para mais de combustível;
  • Abastecemos em postos confiáveis (ANCAP, no Uruguai e na Argentina e Chile tem várias redes conhecidas no Brasil, inclusive o BR) e optamos pelas gasolinas com octanagem baixa, por ser parecida com a “gasolina” brasileira mais barata;
  • Verificamos o nível de água do radiador e do limpador de para-brisa;
  • Como planejamos a viagem para rodar no máximo 9 mil km não levamos óleo e filtros para trocar durante a viagem, mas se for o caso recomendamos levar do Brasil, seu carro está acostumado, assim evita contratempos;
  • Um pneu furou e tivemos que trocar, com isso calibramos todos eles;

 

Depois da viagem

  • Trocamos o óleo;
  • Trocamos os filtros de combustível, ar, óleo;
  • Fizemos alinhamento, balanceamento e rodízio dos pneus;
  • Por fim, demos um banho mais que merecido no “Atrevido”.

 

Essas são dicas com base em nossa experiência com nosso carro. Obviamente, que com outros carro pode faltar coisa ou algo que está na lista pode não ser recomendado. Antes de viajar consulte um mecânico de confiança e boa viagem!

Quem escreve?

Sou um típico bicho do mato! À primeira vista pareço um cara estranho, falo pouco, observo muito e quase nunca me enquadro socialmente. Adoro mapas, história e fotografia, inclusive, se eu não fosse programador poderia ser um ótimo arqueólogo. Mas tem alguns mundos onde me encaixo: em um mergulho no mar, no silêncio das montanhas, assistindo à queda de uma cachoeira e até mesmo, dentro de um bom museu.
Leia também
Nova Zelândia

Queenstown: O que fazer em 3 dias na cidade gastando pouco

Nova Zelândia

Trilha Queenstown Hill: Paisagem fascinante na Nova Zelândia

Nova Zelândia

Arrowtown: A antiga cidade do ouro da Nova Zelândia

Rotorua

Trilha na Redwoods Forest em Rotorua na Nova Zelândia

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *