Mato Grosso

Parque das Águas Quentes de Barra do Garças

No oitavo dia (01/01/2014) da viagem de carro pelo Centro-Oeste brasileiro, tínhamos a seguinte missão: chegar até Brasília! O caminho seria longo, em média 560 km, então teríamos que sair cedo de Barra do Garças e passar o dia de ano novo na estrada.

Acordamos cedo, algo bem anormal para um dia de ano novo, já que a tradição de um bom brasileiro é virar a noite vendo fogos de artifícios, comemorando e fazendo votos de uma nova jornada, e acordar bem tarde no primeiro dia do ano. Apesar de querermos curtir o reveillon na cidade e nos divertir, demos prioridade ao descanso e dormimos logo nos primeiros minutos de 2014.

Nosso objetivo era tomar café da manhã, fazer check-out e passar o primeiro dia do ano na estrada, rumo à Brasília, mas quando lemos alguns folders no balcão da pousada logo mudamos de ideia.

Até então Barra do Garças era desconhecida para nós e pensamos que não tinha nada para fazer ali. Foi aí que nos enganamos! Aquela região é rica em águas termais e ecologia. Haviam muitas opções legais de passeios, dentre elas: para-quedismo e vôo livre, trilhas e cachoeiras, cavernas e grutas, Serra do Roncador, entre outras. Mas só tínhamos meio período, então decidimos conhecer o Parque das Águas Quentes.

 

Parque das Águas Quentes

O Parque das Águas Quentes fica próximo ao centro da cidade, antes da ponte do Rio Araguaia. Chegamos lá às 9h e fomos os primeiros a entrar. Nos encantamos logo na entrada, pois toda a área interna do parque é repleta de mata nativa.

Após vestir nossos trajes de banho, deixamos as mochilas no armário. Couberam as duas mochilas com folga.

O parque agrada pessoas de todas as idades. Para a criançada têm piscinas hidrotermais e para todas as idades: toboáguas, rampa molhada (muito bom!) e o rio da preguiça – na nossa opinião a atração mais relaxante. Além disso há um bar molhado para os adultos. O uso das boias é gratuito.

A temperatura da água varia de 31 a 43 graus e possui propriedades terapêuticas como a diminuição da viscosidade do sangue, aumento da vitalidade sexual, melhora da digestão gástrica e duodenal, servindo também à fisioterapia.

Curtimos demais o parque e quando fomos ver já era quase 14 horas. Eu, que particularmente adoro água, dei muito trabalho para sair do parque =)

Precisávamos prosseguir para Brasília, então tomamos banho e partimos!

 

Informações úteis

Endereço: Av. das Águas Quentes, s/n – Barra do Garças-MT
Entrada: R$ 5,00 por pessoa
Armário: R$ 3,00
Estacionamento: em frente e gratuito
Telefone: (66) 3402-2024 ou 3402-2000

 

Investimentos do dia

Hospedagem: R$ 151,25*
Alimentação: R$ 41,50*
Combustível: R$ 108,00
Passeios: R$ 13,00*
Estacionamento: R$ 3,60
TOTAL: R$ 317,35

* Valor calculado para duas pessoas.

Total de km percorridos no dia: 608,6

Total de km percorridos até esse dia/Total percorrido na viagem: 3.616,0 / 5.107,2

Quem escreve?

Prazer, pode me chamar de Naty! Sou marketeira por profissão e blogueira nas horas vagas. Moro em SP, mas já morei na Nova Zelândia e confesso que tenho uma “quedinha” pela ideia de morar fora novamente. Adoro bichos e pessoas também, inclusive as mais incompreensíveis rs! E acredito que assim como a leitura, música, e todas as formas de arte, conhecer diferentes culturas amplia nosso conhecimento sobre o outro e sobre nós mesmos.
Leia também
Nova Zelândia

Queenstown: O que fazer em 3 dias na cidade gastando pouco

Nova Zelândia

Trilha Queenstown Hill: Paisagem fascinante na Nova Zelândia

Nova Zelândia

Arrowtown: A antiga cidade do ouro da Nova Zelândia

Rotorua

Trilha na Redwoods Forest em Rotorua na Nova Zelândia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *