No 2º dia da viagem “Primeira vez em Ilhabela, que é bela até no nome” fizemos a trilha do Pico do Baepi, que fica a pouco mais de 1.000 metros de altitude, e depois no final da tarde fomos a Praia do Perequê para relaxar os músculos.

 

Trilha ao Pico do Baepi

Tempo do passeio: 6h55 (das 10h15 às 17h20).
Localização: ver mapa

Contratamos um guia através da Central Ecoturismo Ilhabela, pela internet, para fazer a trilha ao Pico do Baepi. Combinamos com o guia para iniciarmos a trilha pelo Hotel. Assim partimos, mochila nas costas com água (1,5l/pessoa), frutas e sanduíches de queijo e mortadela.

Enfrentamos uma subida íngreme, que pode ser evitada para quem vai de carro até a guarita do inicio da trilha, onde fica a simpática Sra. Marisol, monitora do Parque Estadual de Ilhabela, ela controla a entrada e saída da trilha e passa informações/orientações aos visitantes. Na volta é necessário preencher um formulário simples sobre a trilha.

Ladeira da Rua Morro da Cruz

Ladeira da Rua Morro da Cruz

 

Reserve um hotel em Ilhabela e ajude o blog sem pagar nada a mais por isso.banner-booking

 

Trilha do Baepi é de nível alto, as principais dificuldades que encontramos foram: distância, aproximadamente 7,4km, ida e volta; inclinação, muitas vezes é preciso fazer “escalaminhada”; longo trecho com folhas no chão, tornando o solo mais escorregadio; e árvores caídas devido ao solo ruim, isso gerou muitas bifurcações, não chega a ser problema, mas pode fazer você perder tempo.

O início da trilha é um descampado com vegetação rasteira (onde antigamente era uma plantação de café), por isso, é recomendado ir de calça comprida. Após uns 600m começa o trecho dentro da mata atlântica, logo aparecem algumas árvores caídas e algumas bifurcações, que acabam dando no mesmo lugar.

A partir do km 2 a trilha fica íngreme e no nosso caso (estava nublado) começou a ficar úmido também. Dos 2,7km para frente vira praticamente uma “escalaminhada” com trechos de “rapel” e bambuzal, onde é preciso ir agachado.

Chegando ao “pico” terá uma placa, porém o pico não é ali. Na verdade são dois picos, um com vista para a mata (mais acessível) e outro, o principal, com vista para a Vila, canal de São Sebastião e parte do litoral norte de São Paulo.

Para ir ao primeiro basta seguir a trilha atrás da placa.

Para ir ao principal siga a trilha à esquerda da placa, que começa com um “rapel”, descendo de corda uma pedra de uns 3 metros.

Para chegar ao pico principal é preciso descer essa pedra, com a ajuda de cordas

Para chegar ao pico principal é preciso descer essa pedra, com a ajuda de cordas