No 21º dia da Viagem UAC, entre um passeio e outro no complexo turístico da Usina de Itaipu, fomos conhecer o Templo Chen Tien, ou Templo Budista de Foz do Iguaçu, como é mais conhecido. É o segundo maior da América Latina e em seus jardins há dezenas de estátuas. Foi o primeiro templo budista que visitamos e curtimos a experiência.

O Templo Budista de Foz do Iguaçu foi construído por uma comunidade chinesa da região, em 1996 e é administrado pela Ordem Budista Internacional (Orbi).

 

Reserve um hotel por aqui e ajude o blog a se manter, sem pagar nada a mais por isso.banner-booking

 

Casa do Mestre do Templo Budista Chen Tien

Casa do Mestre do Templo Budista Chen Tien

A Casa do Mestre, um espaço de consagração aos Budas, tem arquitetura oriental com cerca de 1.500 m² de construção e dois andares. Como o próprio nome diz, é a sede oficial do líder religioso e o local é extremamente restrito. A única área aberta aos visitantes é a Sala dos Guardiões, onde há estátuas de 18 discípulos de Buda. Não é permitido fotografar.

Porém a área total do Templo Budista tem mais de 42 hectares, e o entorno da Casa do Mestre é repleta de estátuas que estão espalhadas pelo belo jardim, de onde é possível ver parte de Foz do Iguaçu e da cidade paraguaia de Ciudad del Este. São destaques as estátuas do Buda Maitreya, Buda Sakyamuni e as 108 do Buda Amithabas.

Buda Maitreya: é o símbolo da benevolência, na obra ele está com um sorriso contagiante e olhando em direção da cidade. Ela é feita de concreto e têm 7 metros de altura.

Buda Sakyamuni: foi um príncipe indiano que desapegou do mundo capetalista em busca do nirvana. Na estátua ele aparece deitado, o que significa paz total de espírito.

Buda Amithabas: foi um monge que chegou ao ápice da iluminação e pacificação da mente. As 108 estátuas ficam perfiladas no pátio (uma espécie de praça) ao lado do templo. Com seus 2,5 metros de altura, cada uma representa uma reencarnação de buda na Terra e todas são idênticas com a pose de suas mãos remetendo boas-vindas e energia positiva.

Além desses há outras estátuas pelo jardim:

Ficamos cerca de 40 minutos no templo. Embora eu não conheça o budismo a fundo e não goste de religiões, acredito que essa seja a que mais chega perto da minha ideologia – principalmente por ela ser ateia. Visitá-lo foi uma experiência muito inspiradora, a energia e tranquilidade que aquele ambiente transmite é indescritível.

Lembre-se: o Templo Budista é um ambiente para reflexão e meditação, por isso, a caminhada deve ser silenciosa e o respeito deve prevalecer a cima de tudo.

 

Onde fica?

Fica na Rua Dr. Josivalter Vila Nova, 99. No Jardim Califórnia, um bairro periférico de Foz do Iguaçu.

 

Quando visitar?

O Templo está aberto para visitação gratuita de terça a domingo, das 9h30 às 17h. Tem estacionamento para os visitantes, também gratuito.

 

Data da visita: 11 de janeiro de 2013