Santiago

15º Dia (05/01/13, sáb): La Chascona, Cerro San Cristóban e Concha y Toro

Total de Km percorridos (de carro) no dia: 62,7

No dia 03/01/2013 reservamos a visita à vinícola Concha y Toro pela internet, marcamos para às 17 horas. Com isso ficamos com a tarde livre para fazermos outros passeios em Santiago do Chile. Nesse tempo decidimos visitar a Casa Museo La Chascona e o Cerro San Cristóban, ambos no boêmio bairro Bellavista, e de lá fomos direto à Concha y Toro, localizada no Pirque, uma pequena cidade na Região Metropolitana de Santiago.

Saímos do apartamento às 13 horas e em menos de 20 minutos estávamos com o carro estacionado perto da entrada principal do Parque Metropolitano de Santiago, local de acesso ao Cerro San Cristóban, e a pé fomos à Casa Museo La Chascona. Depois de visitar o cerro e o museu fomos ao Pirque visitar a vinícola Concha y Toro, só retornamos ao apartamento às 20 horas.

Posts dos passeios desse dia
Casa Museo La Chascona, o reduto de Pablo Neruda
Cerro San Cristóbal e o Parque Metropolitano de Santiago
Tour Tradicional na vinícola Concha y Toro

 

Mapa do dia


Visualizar Pablo Neruda, Cerro San Cristóban e Concha y Toro em um mapa maior

 

Hospedagem em Santiago

 

Investimentos do dia

Hospedagem: R$ 126,36*
Alimentação: R$ 22,80*
Passeios: R$ 142,48*

* Valor para 2 pessoas

Total de km rodados na viagem: 4.839,5

 

Quem escreve?

Sou um típico bicho do mato! À primeira vista pareço um cara estranho, falo pouco, observo muito e quase nunca me enquadro socialmente. Adoro mapas, história e fotografia, inclusive, se eu não fosse programador poderia ser um ótimo arqueólogo. Mas tem alguns mundos onde me encaixo: em um mergulho no mar, no silêncio das montanhas, assistindo à queda de uma cachoeira e até mesmo, dentro de um bom museu.
Leia também
Nova Zelândia

Queenstown: O que fazer em 3 dias na cidade gastando pouco

Nova Zelândia

Trilha Queenstown Hill: Paisagem fascinante na Nova Zelândia

Nova Zelândia

Arrowtown: A antiga cidade do ouro da Nova Zelândia

Rotorua

Trilha na Redwoods Forest em Rotorua na Nova Zelândia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *