Serro

Uma rápida visita por Serro e Milho Verde

No percurso de Conceição do Mato Dentro a Diamantina, pela Estrada Real, passamos por Serro, por seus distritos Milho Verde e São Gonçalo do Rio das Pedras e pelo povoado do Vau, em Diamantina. Vimos muitos monumentos históricos e muita beleza natural.

Serro é uma charmosa cidade histórica do interior de Minas Gerais, que está no circuito dos Diamantes. Chama muita atenção pelas suas palmeiras enormes e pela conservação das construções coloniais do século XVIII.

Apesar de pequena, atrai muita gente dos arredores por ter o queijo mais famoso da região e também devido aos seus tradicionais festivais religiosos e folclóricos. Aos sábados acontece a feira livre, onde são vendidas roupas, sapatos, acessórios, CDs e DVDs etc, com preço baixo.

Fora do centro da cidade existem os distritos tranquilos e com belezas naturais. Passamos por dois deles pela Estrada Real no caminho para Diamantina: Milho VerdeSão Gonçalo do Rio das Pedras.

Muito charmoso e com clima de interior, Milho Verde é uma parada obrigatória. Estar lá é como voltar no tempo ou estar incluído em uma obra de arte. É um típico vilarejo: casinhas simples, quase nenhum comércio e uma igreja muito antiga.

O distrito está no alto de uma colina o que proporciona uma vista privilegiada do vale e das serra que ficam ao redor do Pico do Itambé.

Andando poucos quilômetros, chega-se ao distrito de São Gonçalo do Rio das Pedras. Nossa passagem por lá foi rápida e apenas tiramos algumas fotos de dentro do carro.

Como só passamos por esses distritos não tivemos tempo de conhecer suas cachoeiras e também não paramos no povoado do Vau, seguimos direto para Diamantina.

Vale a pena conhecer essa região com mais tempo e dormir em Milho Verde.

 

Galeria de fotos de Serro e seus distritos

( clique na imagem para ampliá-la)

 

Esse post faz parte da viagem: Minas Gerais: História e Natureza. Foi no 7º dia (05/07/2013), que além de visitar Serro, viajamos pela Estrada Real de Conceição do Mato Dentro a Dimantina e visitamos a Cachoeira do Tabuleiro, a mais alta de Minas Gerais.

Quem escreve?

Prazer, pode me chamar de Naty! Sou marketeira por profissão e blogueira nas horas vagas. Moro em SP, mas já morei na Nova Zelândia e confesso que tenho uma “quedinha” pela ideia de morar fora novamente. Adoro bichos e pessoas também, inclusive as mais incompreensíveis rs! E acredito que assim como a leitura, música, e todas as formas de arte, conhecer diferentes culturas amplia nosso conhecimento sobre o outro e sobre nós mesmos.
Leia também
Nova Zelândia

Queenstown: O que fazer em 3 dias na cidade gastando pouco

Nova Zelândia

Trilha Queenstown Hill: Paisagem fascinante na Nova Zelândia

Nova Zelândia

Arrowtown: A antiga cidade do ouro da Nova Zelândia

Rotorua

Trilha na Redwoods Forest em Rotorua na Nova Zelândia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *