A cidade de Rotorua é com certeza um destino indispensável para quem vai para Nova Zelândia, pois além de preservar a cultura Maori como nenhuma outra cidade, oferece diversas atividades vulcânicas e fontes hidrotermais.

Veja nesse post uma sugestão de roteiro com as principais atrações de Rotorua, para você conhecer em 2 dias!

Mas entre tanta variedade de atividades, o parque Wai-O-Tapu Thermal Wonderland se destaca como a maior e mais importante atração geotermal da cidade.

Confira tudo o que você precisa saber para esse passeio:

 

Chegando no Wai-O-Tapu Thermal Wonderland

Para chegar ao parque precisa estar de carro ou pagar um transporte particular, pois os ônibus públicos não passam por lá. Como fiquei no backpacker YHA acabei fechando com uma van sugerida por eles, ida e volta por NZD 40. Sim, foi caro, mas como eu estava sozinha ainda era mais barato que alugar um carro.

O parque conta com uma ótima estrutura, logo ao chegar encontrará o Centro de Visitantes para pedir informações e pegar o mapinha do parque. Também conta com lojinha de souvenirs e um café com bastante opções de lanches e comidinhas.

Se você quiser comprar o ticket antecipado, pode comprar direto no site, mas se preferir pode comprar na hora também. Como eu tinha só meio período para fazer esse passeio, escolhi só a visita ao parque e paguei NZD 32.50. Se você tiver o dia todo livre, pode aproveitar para nadar nos lagos termais do parque também, essa opção custa NZD 85.00.

Importante: Escolha ir de manhã para ver a erupção do Geyser Lady Knox, que acontece diariamente às 10h15. Mas já falo sobre ela.

 

O que você vai ver no Wai-O-Tapu

Wai-O-Tapu na língua Maori significa Águas Sagradas. Bom, temos que concordar, afinal o local é considerado o parque geotermal mais colorido e diverso em atrações da Nova Zelândia.

O parque é de deixar a gente de queixo caído logo no começo. As primeiras vistas são de crateras, várias delas em diferentes tamanhos e cores. Veja as fotos:

As vegetações são das mais variadas cores, devido o contato com a acidez das águas que nascem dos mananciais subterrâneos.

Tudo é incrível, mas os lagos foram as atrações que mais roubaram minha atenção. As cores são vibrantes devido a presença de elementos como enxofre, óxido de ferro, antimônio, enxofre e carvão, sílica, manganésio, arsênico, entre outros.

Os lagos tem o PH extremamente ácido, além disso são compostos de lodo, lama ou águas ferventes, com temperatura acima de 50 C. Imagina que fatalidade cair la dentro?

 

O vibrante Champagne Pool

Sendo uma das 3 principais atrações do Wai-O-Tapu, a Champagne Pool tem esse nome por ter bordas laranjadas e borbulhar. A piscina se formou naturalmente há aproximadamente 700 anos, por uma erupção hidrotérmica.

Champagne pool é como uma taça de champagne sempre borbulhando, com temperaturas que chegam até 74 graus celsius. Essa cor incrível é formada pela mistura de diversos minerais, como enxofre e mercúrio.

A fumaça é constante, é preciso ter paciência para tirar uma boa foto 😉

 

Devil’s Bath

Como o próprio nome diz: Banheira do Diabo! Pois é, o diabo é bem homenageado por aqui, por que essa é uma das atrações mais fotografadas do parque.

Devil’s Bath é uma bela combinação de uma cratera criada a partir de uma erupção, água com diversos minerais e muito arsênio (o que explica esse tom de verde) e selva nativa em volta. Dedique alguns minutos para admirar isso tudo:

 

A erupção do Geyser Lady Knox

O Geyser Lady Knox já está na linha final da trilha principal do parque e é considerado a grande atração do passeio. Lembra que eu citei acima da importância de ir ao parque de manhã? É por que o geyser entra em erupção todos os dias às 10h15.

Mas calma, não vai pensando que a atividade geotérmica de lá é tão pontual assim, na verdade, o geyser é induzido à erupção através de substância química. E quem teve essa ideia? Não foi nenhum cientista, na verdade tudo começou com um acidente.

No século XX alguns presos em regime semiaberto trabalhavam no plantio de florestas e Rotorua adotou esse serviço. Um certo dia, um detento estava lavando suas roupas na água quente de um dos hotsprings e sem querer deixou o sabão cair dentro da água. Foi instantâneo, começou a espirrar água para todo lado!

O acidente virou brincadeira, a brincadeira virou ponto turístico e ao invés do sabão, hoje é usado um sal, que não prejudica o meio ambiente e deixa a erupção ainda mais forte, chegando a altura de 20 metros.

Veja as fotos – na primeira linha, o monitor colocando o sal no geyser e na segunda, a erupção acontecendo.

E por último, para você ter uma noção mais real ainda do que é o Wai-O-Tapu, aqui vai o vídeo oficial do parque, com imagens aéreas e vídeo da erupção do Geyser Lady Knox: